sábado, 4 de outubro de 2008

Vale a pena ler...

O filósofo José Gil escreveu, na última edição da revista Visão, um artigo que deveria ser de leitura obrigatória para todos aqueles que (ainda) comungam da ideia que a vida de professor é fácil e que o rumo da educação está bem entregue aos actuais paladinos do Plano Tecnológico da Educação.
Cliquem no artigo e leiam-no com atenção.
Deixo apenas uma das melhores passagens do artigo assinado por José Gil e que revela o seu profundo conhecimento da realidade que impera por estes dias na escola pública portuguesa.
"Quebrou-se-lhes (aos professores) a espinha, juntando ao desespero anterior um desespero maior. O ambiente nas escolas é agora de ansiedade, com a corrida ao cumprimento das centenas de regulamentações que desabam todos os dias do Ministério para os docentes lerem, interpretarem e aplicarem. Uma burocracia inimaginável, que devora as horas dos professores, em aflição constante para a conciliar com uma vida privada cada vez mais residual e mesmo com a preparação das lições, em desnorte com as novas normas (tal professor de filosofia a dar aulas de "baby sitting" em cursos profissionalizantes) - tudo isto" sob a ameaça da despromoção e do resultado da avaliação que pode terminar no desemprego."
Este artigo vale muito mais do que os pseudos "Prós e Contras" da RTP1 sobre a Educação ou muitas das intervenções dos sindicalistas do costume que, ora se insurgem contra o ME, ora assinam memorandos que levam à desmobilização de dezenas de milhares de professores.
Obrigado José Gil...

2 comentários:

Professorinha disse...

E aqueles dois lá continuam com o seu sorriso... E não importa quem fala, quem escreve ou quem diz! Porque isto é um país de invejosos e tudo o que esta gente quer é ver os professores no chão...

titofarpas disse...

Mas eles não nos hão-de vencer!!!
Bom fim de semana.
Abraço