terça-feira, 9 de setembro de 2008

Em início de ano lectivo nada melhor para o Governo do que dar a conhecer dados estatísticos do sucesso educativo. É a política...

A equipa da Ministra Maria de Lurdes Rodrigues tem a máquina bem oleada. Senão vejamos... Agora que o novo ano lectivo está aí à porta e a comunicação social nos brinda todos os dias com notícias e reportagens sobre a precaridade social em que vivem muitos professores, o aumento do desemprego docente e as elevadas despesas com que muitas famílias da classe média são confrontadas, nada melhor do que um "turbilhão" de informações veiculadas pela tutela para amenizar esta situação. Se nos últimos dias tinhamos tido uma catadupa de reportagens, emanadas do Ministério da Educação (ME), sobre o mais que propalado "Plano Tecnológico da Educação", eis que hoje surgem informações, outra vez veiculadas pelo ME, sobre o sucesso escolar, com a contínua diminuição das taxas de retenção de alunos.
A Ministra da Educação e o Secretário de Estado Valter Lemos desdobram-se em entrevistas junto da comuncação social sobre o alcance deste sucesso escolar. Justificam-no com as acções levadas a cabo por esta equipa governamental, recusando a ideia de facilitismo. Quem não está nas escolas todos os dias e ignora a realidade escolar desconhece até que ponto é que um aluno tem de ser tão fraco para ficar retido. E, agora, com a avaliação dos professores, não me admiro que a tendência para passar os alunos continue a aumentar.
Os verdadeiros resultados deste sucesso educativo serão dados a conhecer daqui a uns anos quando se souber por onde param muitos dos alunos que agora frequentam os CEF`s, os cursos profissionais e as Novas Oportunidades... É bom que se saiba!!!

6 comentários:

Professorinha disse...

Olha, eu já nem consigo ouvir falar a senhora ministra e a comandita dela. Eles, cada vez que abrem a boca, são tão cínicos que até fico com azia...

Fica bem

arte por um canudo 2 disse...

Lá teremos que aguentar enquanto a verdade não vier ao de cima. Gr. abraço.

Professorinha disse...

Tal como diz o Arte, quando tudo se souber, seremos nós os culpados de tudo isto. Disso podes ter a certeza. Ninguém se lembrará doq ue nós andamos a dizer há tanto tempo!

Beijos

titofarpas disse...

É o que temos... Temos de aguentar!!!
Um óptimo fim de semana.
Abraço

João disse...

Os alunos fracos do 7º ano "acham" que 1/2 + 1/4 = 2/6 e tenho a impressão que se eles ficarem retidos no 7º ano uma ou duas vezes vão, ainda assim, continuar a pensar da mesma maneira...

Parece que a retenção não é solução, e os CEF estão a criar a fama de também não ajudarem os alunos a progredirem nos seus conhecimentos.

AnaCristina disse...

Num CEF discutia-se a necessidade de estabelecer regras de sala de aula. Ter ou não ter boné na sala de aula foi o tema de uma discussão entre professores que demorou um razoável tempo... Enquanto perdermos tempo com coisas que me parecem somente um sinal de educação vindo de casa e uma regra de bom ser social, nós professores podemos resmungar que nada andará para a ffrente. Enquanto uns puxam esforçadamente a Educação para a frente, muitos mais parecem empenhados em não a deixar evoluir.