sábado, 11 de fevereiro de 2006

Desafios...

Em resposta aos desafios dos amigos Adkalendas do blogue Micómio, Teresa do blogue Tempo de Teia e Ana do blogue Vida de Professor, o artigo que se segue tenta descrever o mais fielmente possível cinco das minhas manias. Claro que esta descrição é feita de uma forma muito pessoal e, porventura até algo parcial, mas vou fazer um esforço para ser o mais verdadeiro possível. Por outro lado, e visto que não somos seres imutáveis e evoluímos no tempo irei cingir-me às manias a que presentemente estou mais "agarrado". Aqui vai...
- A mania do perfeccionismo. Esta é uma mania que me acompanha desde que me conheço. De facto um dos meus pecados (sim, porque toda a qualidade levada ao exagero torna-se um problema) é o horror e medo de errar. Detesto enganar-me e quando tenho um objectivo em vista levo a perfeição ao limite, pelo que, quando erro fico irritado comigo e sou difícil de aturar. A esposa que o diga...
- A mania dos horários. Detesto atrasos, pelo que quando combino algo com um familiar, um amigo ou até um desconhecido sou quase sempre o primeiro a chegar ao lugar combinado. Se há coisa que detesto é ter que reconhecer que deixei alguém à minha espera ou então, pior ainda, ter que ser eu a ter que ficar a olhar para o relógio...
- A mania da opinião. Pois é, sempre que há conversa sobre um determinado tema, seja em casa, na escola ou no café, e mesmo que seja um assunto em que não estou muito à vontade, tenho que ter sempre alguma algo a dizer. Por isso, devoro jornais e faço um esforço por estar actualizado em todas as matérias. Claro que esta mania também se deve ao facto de leccionar Geografia, o que me obriga a ter que estar informado sobre o essencial da actualidade. Mas, o saber não ocupa lugar, não é?
- A mania da blogosfera. Esta mania foi-me "impingida" há quase três anos atrás pelo Zé (colega de Filosofia com quem nunca mais falei) quando dava aulas em Murça e o tempo vago era mais que muito. De facto, como só tinha turmas do ensino recorrente nocturno e estava longe de casa e dos amigos, o tempo livre era mais que muito, pelo que me refugiei na escrita e leitura blogosféricas. Volvidos três anos, um casamento e uma filha, esta mania mantém-se e agora com dois blogues. Para perdurar, espero eu...
- A mania das sopas. Não me podia esquecer deste hábito, cuja culpada só poderia ser a minha mãe. Adoro sopas e almoço ou jantar que não tenha sopa é quase um desconsolo. Ainda me lembro quando no tempo da faculdade ia à cantina da cidade universitária, em Lisboa, e o Reinaldo e Marco me traziam sopas "suplementares". Ás vezes chegava a comer quatro pratos de sopa, já que as tigelas eram servidas por baixo do meio. Hoje, adoro fazer a sopinha cá em casa e ninguém se queixa...
Uma mania suplementar, deixada para último, mas que é a prioridade das prioridades: a mania de encher de beijinhos a minha filhota de mês e meio. Pai babado...
Agora, resta-me desafiar cinco amigos: a Tixa, o Contradições , o Diesel, o Orlando e o Nélson. Ah, obrigado aos desafiadores...

2 comentários:

3za disse...

A mania do perfeccionismo...
A mania dos horários...
(Ora aqui estão duas manias muito muito minhas que não me lembrei de colocar na teia - também já tinha abusado ao colocar mais do que 5 - mas que quem me conhece bem identifica com facilidade. Uso relógio até ao Domingo e... erros... dão-me cabo do sono.
E, já agora, em resposta ao agradecimento: "de nada!"

Eu mesmo disse...

Tirando a das Opiniões, são manias simpáticas.

http://multimilionario.blogspot.com