sexta-feira, 3 de março de 2006

Um caso para reflectir...

Há uns anos atrás Jorge Sampaio, enquanto Presidente da República, deslocou-se a uma aldeia isolada do Norte de Portugal, de seu nome Mafómedes, inserida numa visita aberta sobre a educação, e protagonizou um episódio que ainda hoje é recordado como sintomático da forma como o abandono escolar pode ser evitado...
Este caso é vulgarmente recordado de forma muito positiva, servindo para elogiar a acção de Sampaio. No entanto, a reflexão não se deve ficar por aqui, visto que o mesmo não deixa de ser sintomático da incapacidade que as autoridades verdadeiramente competentes na matéria demonstram ter na hora de referenciar alunos com abandono escolar.
Que país é este que, tendo ainda a escolaridade obrigatória cifrada no 9º ano (e há quem queira alargá-la ao 12º ano) deixa que centenas de alunos, todos os anos, deixem a escola sem qualificações mínimas e, muitas vezes, antes da idade legal permitida para trabalhar???
Passados quase dez anos, tudo continua na mesma. Centenas de jovens deixam precocemente, anualmente, a escola e com a reforma da rede escolar as expectativas, se nada for feito a este nível, não irá melhorar...

4 comentários:

Dishti disse...

ABORDASTE UM TEMA MUITO IMPORTANTE PEDRO, FIKO FEKIZ AO SABER K ESSAS DUAS JOVENS HOJE ESTÃO NA UNIVERSIDADE, MAS É CM TU DIZES MUITA COISA AINDA TEM DE SER FEITA P K O SISTEMA DE ENSINO MUDE E OS NOSSO JOVENS (CM EU NA ALTURA), N SEJAM "OBRIGADOS", A DEIXAR DE ESTUDAR P TRABALHAR,POIS O FUTURO DO NOSSO PAÍS E DOS NOSSOS JOVENS,PASSA TB PELO SISTEMA EDUCATIVO NAS ESCOLAS....
O MAIOR PROBLEMA P MIM É K N SE SABE CATIVAR OS ALUNOS, E MUITO MENOS FAZÊ-LOS ENTENDER K P SEREM ALGUÉM NA VIDA TÊM DE ESTUDAR.
JOKINHAS,DISHTI.

Pedro disse...

Há uma década, um administrador dos CTT entrou numa estação de correios e verificou que não existia por aquelas bandas uma máquina de calcular: Estava uma funcionária a calcular à mão os juros dos certificados de aforro!
Nessa altura, num impulso de D. Quixote, saiu da estação e entrou na papelaria em frente. Comprou, com o cartão de crédito dos CTT uma máquina calculadora e entregou-a na estação.
Contou entusiasmado durante alguns anos este feito, até ter encontrado pela frente um efant terrible que lhe perguntou: E quantas mais os CTT compraram com a Circular que o Sr. Administrador colocou em todas as estações?!

E este é o problema: O caso das gémeas não chega. É preciso diagnosticar o todo e intervir em cada caso.

Anónimo disse...

Não tem qualquer relação com o post, mas terá interesse em divulgar o Projecto Esperança, que pode visitar em: http://www.portoxxi.com/desaparecidos/
Obrigado

chato disse...

'TOU QUE NEM POSSO!
- Estou impressionado! Im-pre-ssi-o-na-do! Impressionadíssimo!!!
- Bolas, Zé, desde que voltaste da Finlândia que andas assim... ninguém te atura!
- É que estou deveras impressionado!
- Sim, mas com quê, com quem?
- Bom, fui à Escola Bàsica de Ressu. Imagina tu, Pereira, que os tipos desconhecem o significado da palavra 'propina'! Vê tu! Propina!!!
- Chiça, pá, que atrasados...
- Mais: Imagina tu que desconhecem o conceito de 'dificuldades de aprendizagem'!
- Realmente, Zé, só visto! Ih ih ih! Calhando nem têm aulas suplementares...
- Mas há mais: Na Finlândia os melhores alunos "querem ser professores"! Imagina... Professores!!! Ih ih ih! E sabes porquê, Pereira?!
- (Ih ih ih!)
- Ser professor significa respeitabilidade social. AARRARAAAHHHHH AhAhAhAhAhAh!!!!!!
- Ih Ih Ih Ih !!! Eh Eh Eh Eh Eh UI UI Ah Ah Ah Ah!!!!

in http://www.ex-centrico.blogspot.com/