sábado, 1 de outubro de 2005

Duas semanas produtivas...

Com duas semanas de aulas cumpridas parece-me já ser possível ter uma opinião minimamente plausível sobre a escola onde lecciono e os alunos a quem dou aulas de Geografia.
Sobre a nova escola, já aqui tinha dito anteriormente que, em termos gerais, esta é do meu agrado: as instalações, apesar de já serem centenárias, parecem-me em condições para que o trabalho decorra de forma positiva; os materiais (computadores, internet, projector data-show, etc.) colocados à disposição dos professores, embora insuficientes para mais de 100 docentes, constituem bons auxiliares para as aulas de Geografia; a maioria das salas de aula oferecem boas condições de ensino (gosto particularmente das que têm o estrado para o professor); existe parque de estacionamento para professores...
No entanto, também são visíveis diversos aspectos menos positivos: a sala dos professores é pequena, não havendo sequer um bar para os docentes (temos que nos deslocar ao bar dos alunos); a internet sem fios apenas existe em alguns (ainda poucos) locais da escola; nos horários dos professores não há "direito" a dias livres; o material de apoio a fotocopiar é sujeito a algum "controlo", havendo a indicação de alguns limites. Mas, em oito anos de serviço, esta é a melhor escola por onde já passei...
Ao nível dos alunos, tendo eu oito turmas e mais de 200 discentes, sem contar com aqueles a quem tenho que ir dar aulas de substituição, a ideia geral com que fiquei nestas duas semanas de aulas é que, à excepção de duas turmas (uma do 8º ano e outra do 9º ano, onde a maioria dos alunos parecem andar contrariados na escola), as restantes seis parecem evidenciar capacidades suficientes para que possa ser exercido um bom trabalho ao longo do ano. Destaco, sobretudo, a turma do 10º ano, onde tem havido um relativo empenho dos alunos pela matéria de Geografia, pelo que em vez de seguir apenas o programa, tenho realizado com os alunos diversas sessões de debate e discussão sobre muitos dos temas da actualidade.
Aliás, uma das mais-valias da Geografia é precisamente o facto de se recorrer de assuntos actuais para que os alunos assimilem mais facilmente a matéria a leccionar: só esta semana conversámos e debatemos os temas da UE, da demografia em Portugal e das alterações climáticas, com o recurso a notícias e reportagens de jornais nacionais.

4 comentários:

Isabel disse...

OLÁ PEDRO

AIND ABEM QUE ESTÁS A GOSTAR DA ESCOLA E DOS TEUS ALUNOS.

É SEMPRE BOM HAVER UM "FEED-BACK" PARTE A PARTE.

AINDA MAIS QUANDO SÃO TEMAS DA ACTUALIDADE ONDE OS ALUNOS PODEM LIGAR A TEORIA A PRATICA E HAVER MAIOR MOTIVAÇÃO.

GEOGRAFIA ERA UMA DAS DISCIPLINAS QUE GOSTAVA MAIS NO SECUNDÁRIO PRINCIPALMENTE NO 12 ANO .

QUANTO A MIM TB ESTOU A ADAPTAR-ME MELHOR A ESCOLA E AS CRIANÇAS. COMEÇO A VER ALGUNS RESULTADOS...O QUE É BOM .

FICA BEM.... :-)

AnaCristina disse...

Peço desculpa, colega, mas acha mau o contacto com os alunos no bar? Acha mau não ter dia livre? Acha mau haver controlo nas cópias?

Pois bem, é a sua opinião.
A minha é que têm que existir regras e respeito pelo lei, no ECD não há direito a dia livre.
O controlo das cópias: conto-lhe, como argumento, a história de um colega nosso de História que estava a fazer o mestrado e que fotocopiou calhamaços enormes à borlix... Concorda?

Quanto aos alunos, eu acho fascinante observá-los no bar ou no polivalente... Aprende-se tanta coisa que se pode usar na aula como motivação...

Mas claro, esta é só a minha opinião...
Um abraço

Miguel disse...

Cara Ana Cristina, o seu ponto de vista é interessante e da forma como o expõe, concordo inteiramente consigo.
No entanto, dou-lhe a conhecer de forma mais pormenorizada o meu ponto de vista.
Em relação ao contacto com os alunos no bar da escola, a verdade é que prefiro no intervalo das aulas tomar um café longe da balbúrdia provocada por centenas de alunos no bar da escola. Pode chamar-me egoísta, mas entre dois blocos de 90 minutos preferiria estar num bar só para professores.
Quanto aos dias livres, bem sei que a lei não obriga a que exista dia livre, mas das duas uma: ou ninguém tem direito a dia livre ou todos devem ter dia livre no horário. Parcialidades é que não...
Ao nível das fotocópias, bem sei que por causa de uns colegas que não cumprem regras, pagam todos. É o que se passa em muitas escolas, mas é anedótico ter de poupar nas fotocópias para fichas de apoio aos alunos ou ter de imprimir fichas para a escola em casa devido às incúrias de outros colegas.
Enfim, é a escola que temos...
Abraço

Patrícia disse...

Realmente é muito chato sempre que quiseres tomar um café ou comer alguma coisa teres que ir ao bar dos alunos. Pois já basta virmos de uma aula cansados para depois ainda termos que ouvir a "barulheira" provocada pelos alunos. Eu também prefiro ter algum silêncio nos intervalos, para poder descansar um pouco antes da próxima aula.
Quanto aos dias livres, quem os tem, sujeita-se a ter mais aulas nos restantes dias para compensar, o que por sua vez se torna mais cansativo. Por isso talvez tenha sido assim melhor para ti, pois já te cansas muito nas viagens. Boa sorte!